ROTA DA POESIA

A Rota da Poesia pretende proporcionar o conhecimento e a valorização do concelho de Óbidos, bem como a promoção da leitura de poesia, numa integração dos valores e pressupostos da Óbidos Vila Literária.

A partir de fragmentos de 19 poemas dos nossos mais ilustres poetas, que se encontrarão dispersos por todo o território, construiu-se uma narrativa poética que, no final do percurso, forma um poema que poderá ser visto e lido na sua totalidade na escadaria das Piscinas Municipais.

Cada fragmento incorpora um QR-code que dará acesso à totalidade do respectivo poema, à biografia e bibliografia do poeta, aos pontos de interesse relativos ao local/área da Rota da Poesia na qual se insere, assim como a Percursos Pedestres próximos.

Fragmentos dos 19 poemas

16 de Abril, 2021

Armando Silva Carvalho – Natureza viva

16 de Abril, 2021

Herberto Hélder – Se houvesse degraus na terra

16 de Abril, 2021

Ruy Belo – Este céu passará

16 de Abril, 2021

Eugénio de Andrade – Poema XVIII

16 de Abril, 2021

Maria Alberta Menéres – As pedras

16 de Abril, 2021

Chico Buarque – Construção

16 de Abril, 2021

Luis Carmelo – “O pássaro transparente”

16 de Abril, 2021

Miguel Torga – Viagem

16 de Abril, 2021

Manuel Alegre – Regresso

16 de Abril, 2021

Sophia de Mello Breyner Andresen – Fundo do mar

16 de Abril, 2021

Nuno Júdice – Analogia aquática

16 de Abril, 2021

Vitorino Nemésio – Correspondência ao mar

16 de Abril, 2021

Mia Couto – Promessa de uma noite

16 de Abril, 2021

José Saramago – Retrato do poeta quando jovem

16 de Abril, 2021

José Eduardo Agualusa – “O Vendedor de Passados”

16 de Abril, 2021

Al Berto – “Trabalhos do Olhar”

16 de Abril, 2021

Fernando Pessoa – Como nuvens pelo céu

16 de Abril, 2021

Mário Cesariny – Ama como a estrada começa

16 de Abril, 2021

José Anjos – O caminho é o poema

X